Logo Exclusivo
Compartilhe:
CALÇADISTA
11/08/2017 - Redação Jornal Exclusivo
Menu

Beira Rio é referência em gestão no setor

Foto: Divulgação Companhia produziu 85 milhões de pares de calçados no ano passado
Companhia produziu 85 milhões de pares de calçados no ano passado
Com 42 anos de história, a Calçados Beira Rio (Novo Hamburgo/RS) tem se destacado pela gestão dos seus negócios. A companhia, que produziu no ano passado 85 milhões de pares de calçados, tem se pautado na visão humanista, trabalhando na formação de profissionais, por meio do projeto Conquistando a Perfeição - iniciativa desenvolvida dentro da empresa e que alcança todos os setores da corporação. A estrutura da fabricante conta com um centro de desenvolvimento e 11 filiais produtivas no Rio Grande do Sul, que produzem 380 mil pares/dia e geram 10,5 mil empregos diretos e outros 15 mil indiretos.

Em nota oficial, a Beira Rio explica a eficiência do seu modelo de atuação, reforçando que o método de trabalho e a formação de pessoas são os pilares que sustentam a companhia. “Em unidade de ação, todos os colaboradores atuam em sintonia, alimentando a dinâmica de trabalho que abastece e garante a expressiva presença das seis marcas produzidas pela empresa - Beira Rio Conforto, Moleca, Vizzano, Molekinha, Molekinho e Modare Ultraconforto em mais de 25 mil pontos de venda no País”, informa o comunicado divulgado à imprensa.

A companhia destacou que uma das suas premissas é sustentar marcas de credibilidade no mercado, ressaltando a importância do design dos seus produtos. “Nesses 42 anos de existência, a missão da companhia provou ser mais atual do que nunca: formar pessoas com especialidades em saber servir aos clientes – dos lojistas aos consumidores finais, sempre focando na credibilidade das suas marcas e no design dos seus produtos”, detalha a nota.

A Beira Rio reforça que a qualidade também é um fator chave para o êxito das suas marcas. “Hoje, a Calçados Beira Rio tem a serenidade de afirmar que colaborou na construção do novo DNA da indústria e do varejo de moda, em que a qualidade garante o futuro. Tudo isso por meio de seu método de trabalho, de inovações na produção fabril, no incremento do capital social e da geração de renda, na aplicação das boas práticas comerciais e nos lançamentos quinzenais, dando origem ao movimento do fast fashion calçadista”, informa o comunicado.